10 dicas para aparecer na busca do Google sem gastar nada

Aparecer logo de cara nas primeiras páginas do Google de forma gratuita não é tão simples. Alguns sites demoram meses, outros nem mesmo aparecem, mas não desanime! Vamos dar 10 dicas para você que acabou de criar o seu site e ainda não pretende fazer anúncio no Adwords.

Como fazer seu site aparecer nas primeiras páginas do Google, mesmo se ele acabou de sair do forno?

#1: Otimização de títulos e descrições

Títulos e descrições devem funcionar como um resumo sobre o assunto que a página trata e deve estar bem alinhado com o restante do conteúdo. Hoje em dia a maioria dos sites são feitos usando gerenciadores de conteúdo como Joomla e WordPress onde você consegue editar facilmente o título e a descrição do seu conteúdo.

  • Seja Honesto. A descrição e o título devem ser intimamente ligados ao conteúdo da página.
  • Use suas principais palavras-chaves.
  • Não ultrapasse 70 caracteres para o Título e 140 caracteres para descrição.
  • Não repita a mesma descrição em outras páginas.
  • Use Call-to-Actions.
  • Faça para todas as páginas do seu site.
  • Lembre-se: Um ser humano irá ler o Snippet (imagem abaixo) e decidir se clica ou não.
Exemplo de Snippet

Exemplo de Snippet

#2: Imagens

Use imagens que não afetem no tempo de carregamento do seu site. Fique atento para não inserir imagens muito grandes ou muito pequenas. Imagens muito pequenas ficam ruins de se ver em smartphones. Antes de enviar a imagem para o seu site, renomei-as retirando espaços e acentos.

  • Um arquivo que se chama “Missão Impossível.jpg” renomeie para “missao-impossivel.jpg”
  • Se estiver usando o photoshop ou corel draw, use a função “Exportar para web”. O software compacta a imagem sem perder quase nada de qualidade.
  • Evite usar imagens de background que atrapalhe na leitura do conteúdo. Mesmo se estiver legal vendo no seu computador, teste também a visualização em smartphones.
  • Sempre preencha o titulo e a descrição da imagem, que são os atributos alttitle na tag da imagem. O Google não entende o conteúdo da sua imagem, ele usa outros elementos da página para identificar do que ela se trata. Além disso, o atributo alt é usado para pessoas com deficiência visual identificarem através de softwares o conteúdo desta imagem e o atributo title aparece quando a imagem não é encontrada (imagem quebrada). Veja um exemplo de tag de imagem com estes atributos:
    <img src="missao-impossivel.jpg" alt="Missão Impossível" title="Missão Impossível"/>

#3: Estruture seu conteúdo em tópicos

Ao falar sobre seu produto ou serviço, evite escrever um texto corrido e extenso. As pessoas tendem a usasr estes elementos para scanear o texto e já percebem em alguns segundos se encontraram o que estavam procurando. Veja como este artigo está estruturado e o tenha como exemplo.

  • Use as tags de cabeçalho sempre do maior para o menor.
  • Use imagens para tornar seu texto atrativo. Cuidado para não atrapalhar a leitura.
  • Não escreva muito texto junto. Evite parágrafos com mais de 3 linhas.
  • Respeite as regras gramaticais e evite usar abreviações.

#4: Não copie conteúdos de outros sites

O Google sabe exatamente onde está cada coisa na internet e quem postou primeiro. Quando o Google identifica que seu conteúdo foi copiado de outro site, você perde credibilidade e a relevância. Crie você mesmo seus conteúdos, além de ficar bem rankeado com o Google, seus clientes e visitantes do seu site terão mais confiança e você aos poucos vai impondo a sua autoridade na internet.

#5: Mantenha seu blog sempre atualizado

Se você fez um site institucional mas não fez um blog, o concorrente que estiver blogando vai passar na sua frente. É preciso mostrar que seu site é relevante, que traz conteúdo de qualidade e que você é autoridade no assunto.

6#: Compartilhe as postagens de seu blog do jeito correto

Assim como nos títulos e nas descrições, é possível também configurar título, descrição e imagens que vão para o facebook na hora de compartilhar. No WordPress você pode instalar o plugin SEO Ultimate e facilmente configurar estes detalhes em cada página do site.

#7: Crie um sitemap e envie para o Google

Quando o robô do Google visita o seu site, ele tem alguns segundos para fazer a indexação de suas páginas. Um sitemap irá otimizar o trabalho deste robô fazendo o Google scanear de forma mais organizada. Veja como criar e enviar um sitemap para o Google neste link.

#8: Use URLs amigáveis

Uma url amigável é quando do próprio link  se pode saber do que se trata o conteúdo. Este artigo, por exemplo, é acesso pelo link:

http://websumare.com.br/10-dicas-para-aparecer-na-busca-do-google

Uma URL não-amigável é quando o link não te dá nenhuma informação sobre o conteudo. Por exemplo:

http://websumare.com.br/?p=12

No WordPress você pode configurar isto em Configurações >> Links Permantentes. Marque a opção “Usar título do post”. Para que funcione corretamente, verifique via FTP se existe um arquivo chamado .htaccess no diretório www do seu servidor.

#9: Certifique-se que os links internos levem para páginas existentes

Ninguém gosta de clicar num botão ou num link e encontrar o erro “404 Ooops, página não encontrada”. Se você usa o WordPress, o plugin SEO Ultimate identifica quando este erro ocorre, é bem útil para fazer manutenção no site.

#10: PageSpeed Insights para testar o desempenho do seu site

Sim, existe uma ferrramenta do Google que mostra os pontos onde seu site precisa melhorar para se ter melhor experiência na sua página! Chama-se PageSpeed Insights e é gratuita.

 

Seguindo estas dicas e com muita dedicação, em algumas semanas você já irá sentir o resultado do seu trabalho. E, claro, dica #11 Use o Google Analytics para saber de onde vem, quem são e quais são os interesses dos visitantes do seu site!

Até Breve!

 

Preciso de um site e não sei por onde começar…

O título deste artigo é a frase que ouço quase todos os dias quando atendo uma ligação na empresa.

E se você está lendo este artigo, provavelmente está nesta mesma situação, precisando de um site e talvez esteja buscando uma solução mais técnica do que intelectual…

Aviso: este artigo não é para quem quer um passo a passo e já sair com o site no ar. Para isso existe o Wix, é de graça, vá para lá. Aqui é para quem quer ter sucesso.
Leia mais

Como Melhorar o Desempenho do seu E-commerce

O que você sabe sobre e-commerce?

Sua loja está online e funcionando, mas você está satisfeito com as vendas?

Agora que você tem uma loja virtual, você também se tornou um empresário virtual. Como administrar este negócio?

Assista abaixo a  palestra: Dicas práticas para aumentar a lucratividade da sua loja online.
Com Alexandre Soncini, Diretor de Vendas e Marketing da VTEX.